Análise: Resident Evil Gaiden



Primeiro game do Resident Evil que saiu para um Portátil, na época para o saudoso Game Boy Color, ele traz dois Protagonista da Serie, Leon S.Kennedy e Barry Burton que é controlado na maior parte do game.

Tela de Titulo.


A Sinopse do game é a seguinte Barry Burton é chamado na Sede de uma agência anti umbrela que ele faz parte para investigar uma nova arma bio orgânica da Umbrella que se encontra em um cruzeiro de luxo e também descobrir o paradeiro de Leon S. Kennedy que estava com mais de 24 horas sem dá noticias. Para saber mais do enredo veja o Video no Canal Final Boss ou aqui mesmo no Click Revil.



A jogabilidade lembra muito os Metal Gear do MSX quando estamos controlamos Barry ou Leon até o famoso ponto de exclamação aparece aqui a diferença que é para nos mostrar algum item importante, já no Metal Gear era quando um inimigo via o personagem. Quando entramos em confronto com algum zumbi a jogabilidade muda para algo no estilo primeira pessoa onde temos que apertar o botão no momento certo para dá dano, seria como RPGs clássicos que muda a tela no momento de confronto com os inimigos.







Os gráficos são bem OK até de certo modo bem trabalhados, temos que lembrar que ele saiu para um console de 8 bits não posso cobrar algo bem acima disso. Gostei do trabalho que fizeram com os sprites dos inimigos nas animações de batalhas, Mas faltou caprichos em alguns cenários tornado eles muito parecidos fazendo o jogador se perder e se confundir direto.





O som do game é muito repetitivo sem muita novidade, tocando em um Loop infinito que fica durante horas na sua cabeça depois de uma jogatina e isso não é um elogio já que a musiquinha é bem chata. 




Resident Evil Gaiden é mais indicado para os fãs de carteirinha da Serie e querem conhecer todos os games, para os demais jogadores acho que seria melhor esperar um dia sair algum remake do game se caso queira saber a historia que é bacana só ver o vídeo no site.

Nenhum comentário